CRÍTICA GENÉTICA E HERMENÊUTICA: O DITO E NÃO-DITO NUMA RELAÇÃO DIALÓGICA

Eleonora Campos Teixeira e Nascimento, Ingrid Ribeiro da Gama Rangel, Carlos Henrique Medeiros de Souza

Resumo


Este artigo tem como base a análise e compreensão dos estudos de Crítica Genética e Crítica Hermenêutica como aliadas à percepção e avaliação de textos na sala de aula. O objetivo deste estudo é mostrar que tais correntes críticas muito contribuem no sentido de ampliar o olhar dos alunos ao fazer a apreciação minuciosa de um texto. Evidencia-se que tais correntes críticas acabam por se fundir, quando o geneticista se vê analisando de forma específica as rasuras, supressões e emendas do autor, enquanto hermeneuta, assumindo sua subjetividade a construir hipóteses para suas trajetórias.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

ISSN: 1679-9844 
  

 This work is licensed under a Creative Commons License Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.